Macapaenses observam eclipse solar no monumento Marco Zero

03/11/2013 13:37

 

Observação do eclipse solar no monumento Marco Zero do Equador, no Amapá (Foto: Gabriel Penha/G1-AP)O Estado do Amapá foi um dos melhores pontos de observação, no Brasil, do eclipse solar ocorrido neste domingo (3). Na capital, Macapá, o monumento Marco Zero do Equador foi o ponto escolhido por um grupo para observar o fenômeno - no local, passa a linha imaginária do Equador, que separa a Terra em dois hemisférios.

Na capital amapaense, o eclipse começou a ser observado por volta das 8h10min, horário local (9h10min, horário de Brasília). O ponto alto foi entre as 8h30min e 8h40min. Quem estava ao lado do obelisco do Marco Zero não perdia um só minuto. Alguns levaram lunetas, mas com filtros escuros, já que o sol não pode ser olhado diretamente.

Observação do eclipse solar no monumento Marco Zero do Equador, no Amapá (Foto: Gabriel Penha/G1-AP)

"Esse fenômeno acontece duas vezes por ano, mas não é visível em todas as partes do mundo. Observar aqui no Marco Zero, então, é ainda mais gratificante. Valeu a pena acordar cedo no domingo e vir para cá", diz Cássio Renato dos Santos, que integra o Planetário do Museu Sacaca, em Macapá.

 

Observação do eclipse solar no monumento Marco Zero do Equador, no Amapá (Foto: Gabriel Penha/G1-AP)Cássio Renato do Planetário do Museu Sacaca
(Foto: Gabriel Penha/G1)

"Amapá e Rio Grande do Norte foram Estados privilegiados, onde se pôde observar um eclipse parcial, com cobertura de 30%, enquanto em outras regiões do Brasil essa cobertura foi de 10 ou 20%. Isso sem falar que o tempo ajudou. Deu para observar bem", reitera o astrônomo Nilson Silva, que também faz parte da equipe do Planetário de Macapá.

O eclipse permaneceu até por volta de 9h, horário de Macapá (10h, horário de Brasília). A estudante Tânia Mayra,  de 18 anos, diz que ficou encantada com o eclipse.

Fonte: http://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2013/11/macapaenses-observam-eclipse-solar-no-monumento-marco-zero.html


"Já ouvia falar mas nunca havia parado para observar. Só acho uma pena não ter sido montada nenhuma programação especial neste dia, aqui no Marco Zero, como acontece no Equinócio", argumenta Tânia.